Um coração fraco

17Visualizações
De Dostoievski – Adaptação de Domingos Oliveira

 

O espetáculo Um coração fraco trata do amor e da amizade na juventude. A adaptação para o teatro do texto homônimo de (1848) de Fiodor Dostoievski, foi encomendada a Domingos de Oliveira por sua mulher, Priscilla Rozembaum, inaugurando uma nova etapa na parceria do casal: desta vez, Priscilla dirige. “Para que adaptar Dostoievski, se está perfeito no livro? Porque o teatro tem por essência o amor ao outro e é este espírito que flui da direção emocionada que Priscilla faz do texto”, conta Domingos.

Na trama, o jovem Vassia (Caio Blat), pobre e frágil, trabalha em uma repartição pública como copista. Seu companheiro de quarto, Arkaddi (Cadu Fávero) é alto e forte, mas igualmente pobre. A relação que os une é da mais paternal amizade. Na noite de Natal, Vassia se apaixona por Lisanka (Isabel Guéron), uma moça da idade dele e também pobre. Resolvem casar e viver juntos – com a mãe e o irmão dela, menino ainda. E naturalmente, Arkaddi.

Para ganhar um dinheiro extra, Vassia se compromete em preparar para o Ano Novo uma grande quantidade de cópias. A paixão por Lisanka, no entanto, impede que o rapaz tenha qualquer outro pensamento a não ser o amor e a felicidade, e ele acaba por perder o prazo de entrega do trabalho.

Entre a paixão e a tarefa impossível, Vassia ultrapassa suas forças. Passa noites em claro e termina por enlouquecer. Para quem nunca foi feliz, a felicidade é insuportável.

“Talvez Dostoievski seja dos maiores escritores do mundo.Um Coração Fraco é uma novela escrita por ele aos 27 anos, na qual fala de pessoas simples, do amor e da felicidade. Segundo a lenda, as últimas palavras do autor russo para os filhos e netos teria sido: ‘meu amor por vocês é imenso, mas não é nada comparado ao de Deus por suas criaturas’. Diria eu, o imitando: meu amor por Dostoievski é imenso, mas não é nada comparado ao dele por seus personagens” – afirma Priscilla.

 

Elenco
Caio Blat
Cadu Fávero
Isabel Guéron
Sofia Torres

Ficha Técnica
Adaptação de Domingos Oliveira
Direção: Priscilla Rozenbaum
Cenários: Fernando Mello da Costa
Figurinos: Angele Fróes
Iluminação: Maneco Quinderé
Produção: Forte Filmes
Realização: Teatro Ilustre
Estreou em janeiro de 2011 no Espaço Cultural Sérgio Porto.
Manteve temporada nos Teatro das Artes e SESC Santana SP
Patrocínio: Eletrobrás
DIREÇÃO

Priscilla Rozenbaum

PRODUÇÃO

Forte Filmes

Ano de lançamento

2011